“Não se pode falar do oceano para um sapo do brejo — criatura de uma esfera mais acanhada. Não se pode falar de um estado isento de pensamento para um pedagogo; sua visão é demasiado restrita”. — Chuang Tzu

Permita-se ser uma pilha vazia

Sérgio: Beleza, Out?

Out: Olá!

S: Cara, me fala uma coisa...

O: diga.

S: Você já conseguiu tipo, dar risada de seus próprios pensamentos assim no início, e depois no outro dia se sentir perdido?

O: Todo momento!

S: Ontem eu estava legal; hoje cedo começou tipo um mal estar, falta de interesse. 

O: porque nos sentimos perdidos depois que vemos o falso.

S: fico, digamos, tipo apático a tudo.

O: Sergio, sente-se com o mal estar... olhe-o... aprecie-o... veja quais são suas falas, suas imagens, não fuja dele, não o reprima, não faça nada a não ser observar...

S: certo!

O: procure, inclusive NÃO VERBALIZAR sobre ele, mesmo que mentalmente.

S: ontem, parecia que tudo estava bem e hoje, tudo está sem graça...

O: veja que a verbalização é sempre passado, sempre conceito. O ontem já era! A comparação com o ontem é um dos jogos da mente: a necessidade de perpétua felicidade também... É como criança birrenta que só quer dias de sol.

S: cara, assusta! Sabe, estou aqui mas não dá vontade de fazer nada... Ir na casa de alguém, andar... É uma sensação de isolamento.

O: e por que você TEM QUE FAZER ALGUMA COISA? Por que não pode sentar com a sensação de isolamento? E se ela tiver algo de extrema importância para lhe apresentar sobre seu processo?... Veja como estamos condicionados A TER QUE FAZER ALGO, A TER QUE ESTAR SEMPRE DISPOSTO, SEMPRE RADIANTE...

S: até me olhei no espelho, sabe, pareço que to caído, entende?

O: você chegou a ouvir um áudio em que falo a respeito da "Síndrome de Abstinência de uma mente não observada?"... Veja, é natural o que está ocorrendo ai; sua mente nunca foi observada; as células do seu organismo se alimentavam daquele modo estressado e inconsciente de viver; elas se alimentavam da sua energia vital, da adrenalidade, da raiva, do medo, da compulsão... Agora, sua mente está sendo observada e isso gera uma dinâmica energética totalmente diferente daquela que a mente estava acostumada.

S: sabe, tem momento em que rola aquela cena do filme "Revolver": fica tipo uma luta.

O: a mente desconhece o que agora existe em suas células e ela tenta criar o desânimo para voltar a se alimentar de células estressadas... faz sentido?

S: faz sim.

O: é como quando largamos as drogas.

S: a mente quer agitação, quer estar na muvuca.

O: você deve ter ouvido quando digo: "eu, fora, rio; eu, dentro, choro!"... Ouviu?

S: acredito que tenho ouvido; pra ser honesto com você, ultimamente tenho ouvido , lido muita coisa.

O: euforia e depressão... euforia = eu do lado de fora, rio... quando me volto para dentro, choro, aí, a depressão, a melancolia... mas, na realidade, é DEUSpressão... é algo querendo sair... se manifestar, querendo se tornar consciente.

S: bom ler isto!

O: esse é o processo não entendido em anônimos: o CONTATO CONSCIENTE... são as dores de parto, são CONTRAÇÕES... Por isso queremos nos contrair, nos isolar... não tem nada de errado nisso!

S: Estou entendo, mas sabe, me pergunto porque nunca ouvi estas coisas, ou se ouvi, passou despercebido.

O: é o processo... Porque você poderia, literalmente, ficar louco... Ainda não estava PRONTIFICADO: Tudo ao seu tempo... É a essência do 6º Passo dos Anônimos: PRONTIFICAMO-NOS INTEIRA-MENTE... Ou seja, deixar a mente inteira, pronta por completo, para a manifestação do CONTATO CONSCIENTE... Sacou?

S: Estou sacando! Mas, mesmo dentro da Irmandade, nunca tinha ouvido falar sobre este processo e, na boa, olha que já participei de muitos encontros de Doze Passos...

O: porque não cabe isso lá. Naquelas Irmandades, esse não é o trabalho... Elas cumprem o papel correto: limpar da adicção especifica. Só isso! São escolas preparatórias. 

S: sabe, tem horas que entendo o porque de muitos "veteranos" irem embora... 

O: mas veja, as Irmandades não nos mentem, pois sempre nos afirmam: continue voltando que MAIS SERÁ REVELADO... Isto agora está sendo revelado para você, porque você, com a prática dos Passos, se PRONTIFICOU... FICOU PRONTO... Agora está fazendo REPARAÇÕES DIRETAS, ou seja, REPARANDO POR SI MESMO e não através da experiência psicológica de terceiros... sacou? Agora, você está VENDO DIRETAMENTE... A MENTE. 

S: Estou sacando, mas é é um contexto totalmente diferente da Irmandade mãe. Me pergunto porque a galera não fala destas coisas. 

O: isso é como o alimento na fase infantil... Você não pode dar feijoada para um recém nascido, só papinha, manja?

S: manjo!

O: se os antigos falassem sobre isso, afastaria a todos. O que você acha que faria, se logo no inicio da caminhada, sentisse o que está sentindo hoje? Não correria pra "boca"?

S: o processo não é brincadeira,  é serio! E, como você diz: tem de ter saco roxo!

O: veja, Sergio, tudo fica mais fácil quando se entende o que está ocorrendo... Veja isto... Com a mente cheia de químico, embotada, você não teria a energia necessária para DESCONSTRUIR A MENTE ADICTA, CONDICIONADA.

S: sim. 

O: então, manter o foco, ficar limpo do EMBOTANTE QUÍMICO... Uma vez feito isso, você passa a ficar SENSÍVEL...

S: sim. 

O: Essa sensibilidade lhe abre PARA UM CONTATO CONSCIENTE COM O REAL... Para perceber que até então, você era só uma PILHA DO SISTEMA, DESCARTÁVEL. Quando se vê isso, inicia-se o processo de DESCARTAR o que nos foi PILHADO PELO SISTEMA, sacou?

S: Estou sacando!

O: veja, uma pilha só funciona com energia... Você AGORA é como uma PILHA VAZIA, por isso não funciona, não tem energia para fazer nada... É preciso se manifestar ai, UMA NOVA ENERGIA... Aí você volta a ficar PILHADO, mas não de doença, mas não de embotamento, MAS DE AMOR INTEGRATIVO, ABARCANTE... Aí sim você tem A SUA MENSAGEM para compartilhar sem colar... Não mais a repetição da mensagem de NA. 

S: Estou sacando!

O: então, permita-se ser,  só por AGORA, UMA PILHA VAZIA... Não queira enche-la, afinal, pelo uso da sua vontade e esforço, você só pode enche-la com coisas velhas... Deixe que algo superior ENCHA essa pilha... Percebe a lógica?

S: Estou percebendo sim!

O: Você já colocou uma pilha ou uma bateria para recarregar?... Ela não pode se mover; ela não pode ser usada enquanto recarrega... 
S: sim. 

O: ela precisa de repouso, tem que ficar parada... Se usar antes de recarregar, ela se vicia na carga incompleta... Daí, essa essa sensação de isolamento É NATURAL.

S: saquei. 

O: em vista disso, só por agora, PERMITA-SE SER UMA PILHA VAZIA!... Deixe a velha carga sair... PRONTIFIQUE-SE PARA UMA CARGA EXTRAORDINÁRIA...

S: certo! deixar o processo rolar...

O: Isso! Só observe... Observe tudo: o que ocorre na mente, no corpo... Observe a letargia... APRENDA SOBRE ISSO... Seus companheiros que virão, precisarão de alguém que passou por isso, LIMPO... Limpo de qualquer influência externa... Precisarão de alguém que REPAROU nisso DIRETAMENTE...

S: digamos, o contato consciente mesmo.

O: Sim, consigo mesmo... Não com um Deus "idealizado".

S: hummm...

O: o Deus idealizado é parte da carga da VELHA PILHA... Você precisa de um DEUS PILHADO por si mesmo... "Isso" é a carga da PILHA QUE É VOCÊ... Mas isso precisa OCORRER ESPONTANEAMENTE... Não pode ser abortado pelos processos da mente aquisitiva... Percebe a beleza disso?

S: sim, estou percebendo!

O: vamos lá, homem de saco roxo!

S: é algo forte mesmo, verdadeiro e, com completo sentido! Até porque escrevi o meu 5º Passo a um tempo atrás e recebi, digamos, o retorno como se diz na irmandade; mas, para ser honesto com você, o "retorno" está vindo agora, deste Poder Maior.

O: tudo tem um tempo de plantio e de colheita... Se você tratou bem o solo com ajuda do "inventário moral"; se arou o solo que é você através do exercício do 5º Passo — a admissão dos seus condicionamentos perante outro ser humano —, então, você está pronto! Agora é deixar a semente se abrir e depois compartilhar dos frutos com outros que estão com fome.

S: acredito que, naquele momento, fiz o melhor que pude... Doeu, gerou vergonha e medo!

O: não estaria aqui se não tivesse feito. Portanto, veja isto: RELAXE E DEIXE O REAL LHE ACHAR... Você não pode achar o Real, mas, pode se tornar achável.

S: certo!... Mas Out, rola com você tipo, "saídas do Ser"?

O: Você já fez musculação?

S: não.

O: mesmo quem faz musculação, por vezes, deixa cair o peso no chão, entendeu?

S: estou entendendo.

O: é natural e NECESSÁRIO que ocorram as saídas do Ser... Como você pode aprender sem que elas ocorram? Como você vai poder falar sobre isso para quem está vindo?... As "Saídas do Ser" são seus MESTRES... Lembre-se: Tudo vale a pena se a observação não é pequena!

S: já ta valendo Out, mas rola comigo um certo processo de cobrança, entende?

O: veja: vale a PENA... Por que PENA?... Por que é PENOSO, sacou?... Não é melzinho na chupeta!

S: Estou sacando.

O: agora você vai entender melhor outro chavão dos anônimos, que só dá para entender visceralmente no momento em que você se encontra.... Vá com cALMA... Não com a mente!

S: então, estes dias fui na reunião e não deu liga... O Bill e o Bob, pelo jeito, liam Krishnamurti, porque percebo muito do paradigma.

O: Bill... Uma antiga amiga nossa esteve em visitação na casa do Bill; viu por lá, livros do K.

S: acredito, porque tem muito do paradigma.

O: ele leu de tudo: tem quase uma biblioteca na casa dele.

S: imagino.

O: olha, se você me permite, gostaria muito de colocar esta nossa conversa em nosso blog; acho que ela poderá ser muito útil para outros confrades. O que acha?

S: Você que sabe... Se vai ajudar...

O: isto aqui é uma VIVÊNCIA REAL, ocorrendo AGORA. 

S: sim. 

O: Ela também ocorreu comigo e com Deca e, também vai ocorrer com os demais, no seu tempo. É sempre bom poder LER RELATOS VIVOS, EXPERIÊNCIA NAS VISCERAIS... Nada de livro... Mais nos "BAGOS" mesmo... Como você agora está sabendo, é literalmente um chute nas bolas!

S: e dói heim!... É com botina bico de aço!

O: Pois bem! Eu lhe agradeço muito por isso, viu?

S: eu que agradeço, Out!

O: agora, toma um copo de água fresca com seu momento... Vai pra dentro... Vai pro Ser...

S: Sim! Valeu ai pelas figurinhas!

O: Vai pro Sopro que lhe habita e no qual você É! Um abraço

S: Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Quando você compreende, quando chega a saber,
então traz toda a beleza do passado de volta
e dá a esse passado o renascimento, renova-o,
de forma que todos os que o conheceram
possam estar de novo sobre a terra
e viajar por aqui, e ajudar as pessoas." (Tilopa)



"Nos momentos tranqüilos da meditação, a vontade de DEUS pode tornar-se evidente para nós. Acalmar a mente, através da meditação, traz uma paz interior que nos põe em contato com DEUS dentro de nós. Uma premissa básica da meditação, é que é difícil, senão impossível, alcançar um contato consciente, à não ser que a mente esteja sossegada. Para que haja um progresso, a comum sucessão ininterrupta de pensamentos tem de parar. Por isso, a nossa prática preliminar será sossegar a mente e deixar os pensamentos que brotam morrerem de morte natural. Deixamos nossos pensamentos para trás, à medida que a meditação do Décimo Primeiro Passo se torna uma realidade para nós. O equilíbrio emocional é um dos primeiros resultados da meditação, e a nossa experiência confirma isso." (11º Passo de NA)


"O Eu Superior pode usar algum evento, alguma pessoa ou algum livro como seu mensageiro. Pode fazer qualquer circunstância nova agir da mesma forma, mas o indivíduo deve ter a capacidade de reconhecer o que está acontecendo e ter a disposição para receber a mensagem". (Paul Brunton)



Observe Krishnamurti, em conversa com David Bohn, apontando para um "processo", um "caminho de transformação", descrevendo suas etapas até o estado de prontificação e a necessária base emocional para a manifestação da Visão Intuitiva, ou como dizemos no paradigma, a Retomada da Perene Consciência Amorosa Integrativa...


Krishnamurti: Estávamos discutindo o que significa para o cérebro não ter movimento. Quando um ser humano ESTEVE SEGUINDO O CAMINHO DA TRANSFORMAÇÃO, e PASSOU por TUDO isso, e esse SENTIDO DE VAZIO, SILÊNCIO E ENERGIA, ele ABANDONOU QUASE TUDO e CHEGOU AO PONTO, à BASE. Como, então, essa VISÃO INTUITIVA afeta a sua vida diária? Qual é o seu relacionamento com a sociedade? Como ele age em relação à guerra, e ao mundo todo — um mundo em que está realmente vivendo e lutando na escuridão? Qual a sua ação? Eu diria, como concordamos no outro dia, que ele é o não-movimento.

David Bohn: Sim, dissemos que a base era movimento SEM DIVISÃO.

K: Sem divisão. Sim, correto. (Capítulo 8 do livro, A ELIMINAÇÃO DO TEMPO PSICOLÓGICO)


A IMPORTÂNCIA DA RENDIÇÃO DIANTE DA MENTE ADQUIRIDA
Até praticar a rendição, a dimensão espiritual de você é algo sobre o que você lê, de que fala, com que fica entusiasmado, tema para escrita de livros, motivo de pensamento, algo em que acredita... ou não, seja qual for o caso. Não faz diferença. Só quando você se render é que a dimensão espiritual se tornará uma realidade viva na sua vida. Quando o fizer, a energia que você emana e que então governa a sua vida é de uma frequência vibratória muito superior à da energia mental que ainda comanda o nosso mundo. Através da rendição, a energia espiritual entra neste mundo. Não gera sofrimento para você, para os outros seres humanos, nem para qualquer forma de vida no planeta. (Eckhart Tolle em , A Prática do Poder do Agora, pág. 118)